Van Thuân e S. João Paulo II

"A nomeação de Thuân feita por Wojtyla, para o Conselho para a Justiça e Paz, parecia uma consequência lógica e muito apropriada do seu longo martírio vivido no Vietname. Como João Paulo II declarara ao próprio Thuân: 'Vossa Eminência veio de um país sempre em guerra, e viveu no cativeiro durante treze anos. Agora, pode partilhar as suas experiências com pessoas de muitos países onde há injustiça e sofrimento, permitindo-nos assim promover a justiça e a paz, e ajudar as pessoas a compreender os seus direitos.' Thuân recebera a resposta às suas interrogações. A guerra e a paz, a justiça e a injustiça do mundo seriam o objecto do seu trabalho e preocupação"

in O milagre da Esperança, Ed. Paulinas

Pode comunicar-nos as graças alcançadas aqui ou através do e-mail causa.cardinalvanthuan@humandevelopment.va.